Sem-Título-1

Sensações

Com o passar do tempo, fui descobrindo coisas que antes eram dispersas dentro de mim.
Caminhar na praia nunca tinha sido algo tão prazeroso, comparado a dias presa em um escritório; ou mesmo ir ao cinema após o trabalho, já que todos os dias, estudo a noite.
A sensação das coisas que nos tiram da rotina é incrivelmente indescritível.
Busquei coisas a minha vida toda e quando menos esperei, estava eu lá, sentada no banco de trás do carro, olhando para as estrelas através da janela meio aberta.
As vezes, com a correria do dia a dia, sinto que meus poderes com as palavras se perdem ao decorrer do tempo, até o momento que sentada no escritório, coloco uma música, converso com uma pessoa querida e olha lá, me pego escrevendo na área de publicação do facebook.
Ter dias ruins ou que não fazem o mínimo sentido é completamente normal.
Somos humanos, sentimos, mesmo que dentro de nós haja um conflito gigantesco onde tudo se perde por uns 5 segundos ou o carinha do Correios te ligue para resolver algo.
Sei que são coisas óbvias de se dizer que sim, eu sentiria prazer em coisas simples, mas antes, eu não me importava com nada relacionado a isso.
Enfim, esse texto pode não ter muito nexo pra você, mas pra mim é o início de muita coisa boa.

Beijo,
Graziele Cipriano.

Um comentário em “Sensações

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *