mensagem-enviada

Saudade da Madrugada

E se eu tenho saudade?
Ah, eu tenho muita!
Conto carneirinhos sentada no banco do ônibus enquanto penso em você.
Percebo que chegarei mais rápido a meu destino do que conseguirei lembrar de todas as vezes que me tocou, daquele jeito suave, como se tivesse gosto de bala de caramelo.
Troco vários likes do Tiago Iorc por um beijo teu.
Sério, o que eu preciso fazer pra poder voltar a viajar pelo mundo contigo, sentada no sofá do teu apê?
As vezes me pergunto se ainda vou sentir aquele cheiro de café requentado de manhã, vindo junto com pão na chapa. Ôh, saudade!
Quero muito a gente de novo.
A gente fazendo bolo, comendo pipoca doce e assistindo um filme de 2 estrelas na Netflix.
Tantas boas lembranças, que quando escrevo teu nome na pesquisa das redes sociais da até uma leve nostalgia de poder comentar “meu, só meu”, mas, não sei, será que devo voltar a falar com você?
Segue mensagem por SMS:
Passando pra dizer que encontrei um vídeo teu fazendo brigadeiro.
Tive uma ideia boba, mas queria saber se topa me encontrar​ naquela lanchonete da esquina, eu pago a coxinha, o suco de laranja e de quebra, aquela torta de abacaxi que gosta.
Vamos colocar a conversa em dia?

Mensagem enviada.


É comum fazermos “loucuras” por quem gostamos e mais comum ainda é dar aquela stalkeada nas redes sociais.
Se vale a pena, por que não arriscar?
Quem sabe dessa vez os olhos possam se ver como da primeira vez.

Beijos,
Graziele Cipriano.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *