2210

Um breve ponto.

Somos impacientes, incoerentes, indiferentes, insistentes.
Escolhemos dormir em diferentes lares, e nessa bagunça, acabamos perdendo a chave que nos dava a segurança de poder voltar para casa.
Se tudo acontecesse do jeito certo, de repente, não estaríamos discutindo sobre qual é a melhor marca de cereal, ou, sobre a melhor forma desejarmos boa noite.
Infelizmente, nem todo bem, vem para o bem.
Confundimos as coisas e esquecemos que uma atitude poderia mudar todo o trajeto.
Você sempre de pernas para o alto, eu sempre com os pés descalços, sentindo as pedras no alfasto.
Que loucura essa de ser só um pedaço pequeno de um sonho.
Não existe hora certa de dizer adeus, muito menos de se redescobrir, mas existe a hora certa de respirar fundo e deixar ir àquilo que não pode ficar.
Não dá para ser apenas um travesseiro que recebe lágrimas, às vezes, o travesseiro gostaria de uns belos sorrisos seguidos de umas boas histórias.
Seja o que for, nenhuma flor merece ser arrancada.
Flores nasceram para levar amor, sentir amor, serem amadas.

Espero que gostem,
Graziele Cipriano.

blog2

Quero uma vida com teus vários sorrisos

O que seria de mim sem o seu sorrisinho bobo?
Aquele com cara de “quero te beijar”.
E quando você reclama baixinho, respiro fundo 3 vezes, porque sei que é melhor prevenir do que remediar.
Vivemos numa complicada montanha russa de emoções, uma hora estamos bem, outra, estamos pior que na última briga, mas quer saber, eu adoro o pós briga, porque ele é cheio de dengo misturado com saudade.
Saudade essa que nós mesmos provocamos.
Infelizmente, estamos afundados em nossos próprios medos.
Sabemos o quanto nos importamos um com o outro, isso é notável!
Eu poderia escrever várias coisas clichês aqui, mas não vou, até porque não somos nada clichê. Somos bem singular.
Então, aviso logo que estou planejando uma vida com os teus sorrisos. E você, vai me levar para onde?

Só não esquece que por você eu iria a pé do Rio a Salvador; no mínimo mereço algo próximo a uma música do Barão Vermelho.
Sim, sou cheia de toques e manias, esse é meu charme, amor próprio é tudo hoje em dia.
Vai encarar uma loucura dessas?
Sou um amorzinho, mas posso ser um amorzinho só seu.
Se decidir ficar.

Espero que tenham gostado!
Um beijo,
Graziele Cipriano.

blog

Se eu sinto sua falta? Sinto.

Se eu sinto sua falta? Sinto.
Sinto falta da expectativa interminável de te ver.
Da sensação de fogos de artifício que rolava dentro de mim quando me olhava.
Do toque de mãos, aquele sem querer, pela primeira vez.
Sinto falta de sentar na praça, te esperando chegar.
Sinto falta de escolher os sapatos antes de montar o look para te encontrar.
Sinto tanto sua falta que o ar teima em faltar.
Sinto também o desejo incontrolável de suspirar só de tua voz escutar.
Sabe, sinto tantas coisas que na loucura eu pareço estar. Porém, acima de tudo, sinto o vento que sopra o mar, a onda que deixei de pegar, a melodia que dá sinfonia fez meu lar, sinto também a liberdade que é não te amar, mas isso não me faz deixar de sentir o bem estar que era te amar.
Deitada no sofá, meus olhos não param de piscar, pois não consigo dormir de tanta saudade que me dá, de te querer, de ser, de tocar, mas não de experimentar o que a vida me deu, com pôr do sol colorido, aquele céu infinito longe de tudo, inclusive de nós.

Texto deprê, eu sei, mas real, quem nunca sentiu isso?

Espero que tenham gostado!
Graziele Cipriano.