blog

Se eu sinto sua falta? Sinto.

Se eu sinto sua falta? Sinto.
Sinto falta da expectativa interminável de te ver.
Da sensação de fogos de artifício que rolava dentro de mim quando me olhava.
Do toque de mãos, aquele sem querer, pela primeira vez.
Sinto falta de sentar na praça, te esperando chegar.
Sinto falta de escolher os sapatos antes de montar o look para te encontrar.
Sinto tanto sua falta que o ar teima em faltar.
Sinto também o desejo incontrolável de suspirar só de tua voz escutar.
Sabe, sinto tantas coisas que na loucura eu pareço estar. Porém, acima de tudo, sinto o vento que sopra o mar, a onda que deixei de pegar, a melodia que dá sinfonia fez meu lar, sinto também a liberdade que é não te amar, mas isso não me faz deixar de sentir o bem estar que era te amar.
Deitada no sofá, meus olhos não param de piscar, pois não consigo dormir de tanta saudade que me dá, de te querer, de ser, de tocar, mas não de experimentar o que a vida me deu, com pôr do sol colorido, aquele céu infinito longe de tudo, inclusive de nós.

Texto deprê, eu sei, mas real, quem nunca sentiu isso?

Espero que tenham gostado!
Graziele Cipriano.

blog

Se você entendesse (…)

Se você entendesse o quanto gosto de você, não pararia no meio do caminho.
Não perderia tempo olhando para trás.
Entenderia que momentos sempre serão momentos, mas quando os divide com quem gosta, você eterniza a troca de olhares, o toque das mãos e os meio sorrisos.
Se você entendesse o quanto me importo com você, me ligaria ao menos 1 vez por dia.
Me encontraria numa quarta-feira pra um café na padaria ou me levaria pra comer pizza no jantar.
Se você entendesse o quanto admiro de você, tenho certeza que enxergaria muito mais que o espelho pode mostrar.
Veria sua alma do jeito que eu vejo, linda.
Não seria capaz de dizer que não é capaz, porque você é.
Se você entendesse o quanto amo você, perceberia que não está sozinho.
Pintaria os poemas de Drummond com boas lembranças de nós.
Dançaríamos a música mais lenta que conhece e quando ela acabasse, roubaria um beijo meu.
Se você entendesse o quanto significa pra mim, não diria adeus com tanta facilidade como alguém que te esbarra na rua e não se desculpa.
Não pararia no meio do caminho.
Não perderia tempo olhando para trás.

 

Espero que tenham gostado!
Beijo,
Graziele Cipriano.

mensagem-enviada

Saudade da Madrugada

E se eu tenho saudade?
Ah, eu tenho muita!
Conto carneirinhos sentada no banco do ônibus enquanto penso em você.
Percebo que chegarei mais rápido a meu destino do que conseguirei lembrar de todas as vezes que me tocou, daquele jeito suave, como se tivesse gosto de bala de caramelo.
Troco vários likes do Tiago Iorc por um beijo teu.
Sério, o que eu preciso fazer pra poder voltar a viajar pelo mundo contigo, sentada no sofá do teu apê?
As vezes me pergunto se ainda vou sentir aquele cheiro de café requentado de manhã, vindo junto com pão na chapa. Ôh, saudade!
Quero muito a gente de novo.
A gente fazendo bolo, comendo pipoca doce e assistindo um filme de 2 estrelas na Netflix.
Tantas boas lembranças, que quando escrevo teu nome na pesquisa das redes sociais da até uma leve nostalgia de poder comentar “meu, só meu”, mas, não sei, será que devo voltar a falar com você?
Segue mensagem por SMS:
Passando pra dizer que encontrei um vídeo teu fazendo brigadeiro.
Tive uma ideia boba, mas queria saber se topa me encontrar​ naquela lanchonete da esquina, eu pago a coxinha, o suco de laranja e de quebra, aquela torta de abacaxi que gosta.
Vamos colocar a conversa em dia?

Mensagem enviada.


É comum fazermos “loucuras” por quem gostamos e mais comum ainda é dar aquela stalkeada nas redes sociais.
Se vale a pena, por que não arriscar?
Quem sabe dessa vez os olhos possam se ver como da primeira vez.

Beijos,
Graziele Cipriano.