blog2

Quero uma vida com teus vários sorrisos

O que seria de mim sem o seu sorrisinho bobo?
Aquele com cara de “quero te beijar”.
E quando você reclama baixinho, respiro fundo 3 vezes, porque sei que é melhor prevenir do que remediar.
Vivemos numa complicada montanha russa de emoções, uma hora estamos bem, outra, estamos pior que na última briga, mas quer saber, eu adoro o pós briga, porque ele é cheio de dengo misturado com saudade.
Saudade essa que nós mesmos provocamos.
Infelizmente, estamos afundados em nossos próprios medos.
Sabemos o quanto nos importamos um com o outro, isso é notável!
Eu poderia escrever várias coisas clichês aqui, mas não vou, até porque não somos nada clichê. Somos bem singular.
Então, aviso logo que estou planejando uma vida com os teus sorrisos. E você, vai me levar para onde?

Só não esquece que por você eu iria a pé do Rio a Salvador; no mínimo mereço algo próximo a uma música do Barão Vermelho.
Sim, sou cheia de toques e manias, esse é meu charme, amor próprio é tudo hoje em dia.
Vai encarar uma loucura dessas?
Sou um amorzinho, mas posso ser um amorzinho só seu.
Se decidir ficar.

Espero que tenham gostado!
Um beijo,
Graziele Cipriano.

blog

Se eu sinto sua falta? Sinto.

Se eu sinto sua falta? Sinto.
Sinto falta da expectativa interminável de te ver.
Da sensação de fogos de artifício que rolava dentro de mim quando me olhava.
Do toque de mãos, aquele sem querer, pela primeira vez.
Sinto falta de sentar na praça, te esperando chegar.
Sinto falta de escolher os sapatos antes de montar o look para te encontrar.
Sinto tanto sua falta que o ar teima em faltar.
Sinto também o desejo incontrolável de suspirar só de tua voz escutar.
Sabe, sinto tantas coisas que na loucura eu pareço estar. Porém, acima de tudo, sinto o vento que sopra o mar, a onda que deixei de pegar, a melodia que dá sinfonia fez meu lar, sinto também a liberdade que é não te amar, mas isso não me faz deixar de sentir o bem estar que era te amar.
Deitada no sofá, meus olhos não param de piscar, pois não consigo dormir de tanta saudade que me dá, de te querer, de ser, de tocar, mas não de experimentar o que a vida me deu, com pôr do sol colorido, aquele céu infinito longe de tudo, inclusive de nós.

Texto deprê, eu sei, mas real, quem nunca sentiu isso?

Espero que tenham gostado!
Graziele Cipriano.

blog

Se você entendesse (…)

Se você entendesse o quanto gosto de você, não pararia no meio do caminho.
Não perderia tempo olhando para trás.
Entenderia que momentos sempre serão momentos, mas quando os divide com quem gosta, você eterniza a troca de olhares, o toque das mãos e os meio sorrisos.
Se você entendesse o quanto me importo com você, me ligaria ao menos 1 vez por dia.
Me encontraria numa quarta-feira pra um café na padaria ou me levaria pra comer pizza no jantar.
Se você entendesse o quanto admiro de você, tenho certeza que enxergaria muito mais que o espelho pode mostrar.
Veria sua alma do jeito que eu vejo, linda.
Não seria capaz de dizer que não é capaz, porque você é.
Se você entendesse o quanto amo você, perceberia que não está sozinho.
Pintaria os poemas de Drummond com boas lembranças de nós.
Dançaríamos a música mais lenta que conhece e quando ela acabasse, roubaria um beijo meu.
Se você entendesse o quanto significa pra mim, não diria adeus com tanta facilidade como alguém que te esbarra na rua e não se desculpa.
Não pararia no meio do caminho.
Não perderia tempo olhando para trás.

 

Espero que tenham gostado!
Beijo,
Graziele Cipriano.